Ouro Preto se transforma na capital mundial do cinema durante a realização da 17ª CineOP

Se você não registra, você não existe! O cinema é cultura, é história, é educação e é economia criativa. A produção audiovisual encanta pessoas há mais de um século em todo o mundo, mas também é um caminho para o conhecimento, a reflexão e uma forma de registrar a história de cada povo e transbordar a imaginação de seus produtores.

A 17ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto será realizada na cidade histórica entre os dias 22 e 27 de junho de 2022, e traz como temática principal este ano, a produção audiovisual indígena, feita pela própria comunidade indígena para seus povos, mostrando seu cotidiano, suas lutas, suas tradições e hábitos tão desconhecidos pelo resto da sociedade. A programação vai contar também com  a exibição de produções dos chamados “invisibilizados”, apresentando filmes das pessoas do Movimento Sem Terra, o cinema da periferia e produções ligadas ao universo LGBTQIA+.

A Mostra terá uma programação bastante extensa. Além de exibição de filmes, debates, rodas de conversa, sessão de cinema para as crianças da rede de ensino público de Ouro Preto, o evento conta com lançamento de livros, oficinas, masterclasses internacionais, atividades musicais e culturais, festa junina e muito mais. Todas as atividades são gratuitas.

Serão exibidos 151 filmes em pré-estreias e mostras temáticas (20 longas, 14 médias e 117 curtas-metragens), vindos de 08 países (Brasil, Argentina, Bolívia, EUA, Israel, Peru, Rússia, Uruguai) e de 21 estados brasileiros (AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MT, PA, PB, PE, PR, RJ, RR, RS, SC, SP) distribuídos em diferentes mostras – Contemporânea, Homenagem, Preservação, Histórica, Educação, Mostrinha e Cine-Escola.

Nesta edição, após dois anos de realizações online, a CineOP volta a ser presencial, com algumas exibições de filmes e debates online. A programação completa, incluindo a ficha técnica de todos os filmes e todos os participantes está disponível no site www.cineop.com.br.

O evento oficial de abertura acontece na noite de 23 de junho (quinta), às 19h30, na Praça Tiradentes, com uma performance audiovisual apresentando as três temáticas de cada seção da CineOP (Histórica, Preservação e Educação) e homenageando os cineastas M’bya Guarani: Kuaray (Ariel Ortega) e Pará Yxapy (Patrícia Ferreira) com a entrega do Troféu Vila Rica. A dupla de realizadores é uma referência na produção dos povos indígenas, cada vez mais intensa e inserida em festivais e mostras de cinema.

A CineOP é o único festival de cinema brasileiro dedicado a tratar o audiovisual como patrimônio e a oferecer uma estrutura de programação focada em três eixos temáticos: preservação, história e educação. Este ano serão discutidas as produções indígenas, o valor da memória e da preservação e as perspectivas de futuro para o audiovisual no Brasil. As atividades se concentram em dois pontos da cidade: na Praça Tiradentes, no espaço Cine-Praça e no Centro de Artes e Convenções de Ouro Preto, localizado no bairro do Pilar.

Se você quer curtir este evento de perto ou conferir toda a programação que vai acontecer, acesse o site www.cineop.com.br e aproveite para visitar também a cidade que é nosso Patrimônio Histórico da Humanidade.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on google

Conteúdo Relacionado

Plataformas trazem diferentes possibilidades para setor produtivo
Plataformas trazem diferentes possibilidades para setor produtivo
Plataformas trazem diferentes possibilidades para setor produtivo