Os caminhos da publicidade na pós-pandemia

O mercado de publicidade procura identificar as novas tendências de propaganda geradas pela pandemia. A empresa inglesa Kantar Mídia, presente em mais de 100 países, realizou uma pesquisa global sobre os impactos nas áreas de mídia e comportamento. O trabalho faz algumas previsões para este setor da economia criativa. Veja só:

Segundo dados do relatório, na área do audiovisual, o comportamento das audiências será muito instável e deve crescer a porcentagem dos chamados ‘assinantes-bumerangue’. O termo se refere às pessoas que migram constantemente entre plataformas e serviços de streaming disponíveis. Sem fidelidade, torna-se essencial monetizar a audiência em todos os meios.

Outra tendência é a integração, cada vez maior, do e-commerce às redes sociais. Um exemplo disso é o botão de compra, disponibilizado recentemente pelo WhatsApp em suas contas corporativas. A ideia é facilitar a experiência do usuário que usa a plataforma como canal de vendas.

Uma análise interessante foi a volta da importância da televisão. Sua revalorização se deu por conta do isolamento social e do aumento do tempo em casa e em família. Por isso, o uso de dados e análises para criação e gerenciamento de campanhas e estratégias para esta mídia ganham relevância.

O estudo destaca ainda que as empresas devem compreender como o ativismo impacta na força das suas marcas e avaliar o contexto em que os anúncios serão divulgados para obter um melhor desempenho. Acesse o estudo completo em: https://www.kantar.com/campaigns/media-trends-and-predictions-2021

Compartilhe:
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on google

Conteúdo Relacionado