Blog

Inovação 05 dez 2018

Flapper, o “Uber” da aviação

Os aplicativos que conectam motoristas a passageiros modificaram por completo a estrutura de transportes no mundo. Mas ainda há uma imensa fronteira a percorrer no setor e, pensando nisso, a Flapper, uma empresa mineira residente no P7 Criativo, elaborou uma plataforma que democratiza o acesso a jatos executivos, com voos com preço médio por assento variando entre R$ 700 e R$ 800.

O aplicativo utiliza a tecnologia mobile, e apresenta a economia compartilhada por meio de vendas de assentos. Assim, o usuário pode voar em um avião fretado por um preço acessível, ou alugar uma das 145 aeronaves certificadas de táxi aéreo.

Até o momento, a Flapper possui rotas entre capitais, São Paulo, Rio de Janeiro, e as cidades de Búzios e Angra dos Reis. A empresa pretende lançar voos para Belo Horizonte já no ano que vem.

Outra opção desenvolvida pela Flapper são os “empty legs” (pernas vazias), que são a oferta de voos por até metade do preço convencional. Isso ocorre quando um avião tem como destino um determinado local, e o aplicativo oferece descontos nesses assentos.

Para 2019 a empresa planeja lançar no mercado um serviço de assinatura mensal, com voos à vontade entre São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Litoral Norte. Isso, segundo a Flapper, pode garantir uma economia de até 30%

Para alcançar esses resultados, a residência no P7 Criativo teve papel fundamental no crescimento da empresa. “O P7 Criativo contribuiu disponibilizando o espaço privativo e sua infraestrutura para a nossa startup, além de eventos direcionados para startups e empreendedores”, revela o sócio-fundador e Chief Technology Officer, Arthur Virzin. A empresa tem também como co-fundadores Iago Senefonte e Paul Malicki.

Protagonismo

Ao baixar o aplicativo, o usuário se cadastra, escolhe o destino de preferência e o sistema disponibilizará os jatos para o número determinado de passageiros, assim como os aeroportos disponíveis. Ele pode escolher a aeronave, o número de assentos que deseja, o horário de voo disponível e a forma de pagamento, finalizando a compra no próprio aplicativo.

Os horários de partida dos voos é pré-determinado, mas os dois ou três primeiros passageiros podem fixar o horário exato da decolagem.

Posts relacionados

Entrevista 13 dez 2018

P7 ENTREVISTA: HENRIQUE PORTUGAL

Conversamos com Henrique Portugal, tecladista do Skank, uma das bandas mais importantes e produtivas do Brasil. Ele fala sobre a trajetória empreendedora da banda e traz uma visão sobre o…

Entrevista 13 dez 2018

P7 ENTREVISTA: ANA CARLA FONSECA

Para iniciar a série de entrevistas que o P7 Criativo vai publicar no blog, trazemos uma rica conversa com a especialista Ana Carla Fonseca, estudiosa e experiente consultora sobre economia…