Blog

Institucional 24 maio 2018

O P7 Criativo

SAIBA MAIS SOBRE A INICIATIVA E OS BENEFÍCIOS PARA OS RESIDENTES E PARA A COMUNIDADE CRIATIVA DE MINAS GERAIS

O P7 foi criado para projetar Minas Gerais no cenário da indústria criativa no Brasil e no mundo, com a proposta de alavancar novos negócios, gerar mais emprego e renda, além de incentivar a inovação no Estado.

Para cumprir a missão de promover negócios que têm a criatividade, a inovação e o conhecimento com ingredientes fundamentais para a geração de valor, o P7 está criando uma comunidade ativa de empresas, empreendedores e profissionais de área como audiovisual, moda, software e tecnologia da informação, design, comunicação, arquitetura, games, música, pesquisa e desenvolvimento, arte, cultura e gastronomia.

Fundado em 2016 como associação sem fins lucrativos, o P7 Criativo é o resultado de uma articulação institucional pioneira entre a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas), a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), a Fundação João Pinheiro e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes).

Nesse ambiente diverso, o P7 age como um facilitador, criando sinergia entre empresas, estimulando a inovação e as interações entre profissionais. Oferece também capacitação empresarial, acesso a programas de apoio e mecanismos de financiamento, assessoria em captação de recursos, estudos e pesquisas de mercado, além de uma estrutura de ponta para sediar empresas e projetos. O objetivo é agregar competitividade e eficiência para os negócios conectados ao P7.


FASE PILOTO

Em funcionamento desde agosto de 2017, o P7 Criativo é a Agência de Desenvolvimento da Indústria Criativa de Minas Gerais. Atualmente, o P7 funciona em fase piloto na Av. Afonso Pena 4000, no Bairro Cruzeiro, em BH. Já sua sede definitiva vai ocupar os 25 andares do antigo Edifício do Bemge, situado na Praça Sete.

Na atual sede do P7 Criativo, profissionais e organizações têm a oportunidade de locar espaços para seus negócios e projetos, e se beneficiarem de um ambiente de colaboração e empreendedorismo, onde são realizados eventos, atividades de interação e fomento. Além disso, ao compartilhar o espaço com os representantes de cada uma das instituições mantenedoras, o residente desfruta de serviços de apoio, consultoria e formação para negócios ligados à indústria criativa.

Essa estratégia vai garantir que, quando as obras na Praça Sete estiverem concluídas, já esteja formada uma comunidade forte e desenvolvido um modelo de trabalho para ocupar a nova sede e torná-la produtiva em um curto espaço de tempo. Atualmente, 29 empresas já estão instaladas no P7, ocupando 92 estações de trabalho.

OBRAS DE RESTAURAÇÃO DO EDIFICIO BEMGE – PREPARAÇÃO PARA A SEGUNDA FASE DA INICIATIVA

Projetado por Oscar Niemeyer, em 1953, o edifício do Banco Mineiro da Produção, conhecido como prédio do BEMGE, foi tombado pelo patrimônio histórico e marca o início da arquitetura moderna em arranha-céus na capital mineira. Com 25 andares e mais de 17 mil metros quadrados de área construída, o local será completamente restaurado para receber escritórios, salas compartilhadas, auditório, centro de pós-produção audiovisual, centro de desenvolvimento de software, restaurante e café, além da primeira biblioteca pública virtual do estado e o Espaço Memorial Praça Sete.

O investimento para a revitalização do espaço está estimada em R$ 57 milhões. A obra irá recuperar as características e formas originais do prédio, reiterando seu valor cultural e simbólico. Trata-se de uma iniciativa de revitalização do hipercentro de Belo Horizonte que resgata a ideia, concebida no planejamento da capital, de tornar a Praça Sete o centro financeiro e de negócios da cidade.

Quer saber mais sobre a obra? Acesse nosso post que conta mais sobre o restauro e reforma da futura sede do P7.

COMO FAZER PARTE DO P7 CRIATIVO E SER UM RESIDENTE

Empreendedores, startups, empresas de todos os portes, investidores, associações, coletivos, artistas, grupos culturais e investidores interessados em conhecer o projeto podem saber mais através do site do P7 Crativo.

Dentre os residentes do atual P7 está a ZUP, que futuramente será uma empresa âncora da nova sede, trazendo 120 pessoas para o espaço. A startup, que nasceu em Uberlândia, tem a premissa de inserir empresas tradicionais no mundo digital e tecnológico, com qualidade e baixo custo. A palestrante Alessandra Alkmin, que também é membro do Movimento Minas 2032 e presidente do Conselho da Mulher Empreendedora na ACMinas, é outra empreendedora que já está baseada no P7 desde 2017.

“A iniciativa do P7 foi fundamental para a Zup se estabelecer em Belo Horizonte. É um espaço que traz um conceito despojado, com área de convivência e espaços para compartilhar ideias. A infraestrutura é de primeiro mundo, com acesso à internet de alta velocidade, e um prédio muito bem estruturado, muito dinâmico e muito flexível”, conta Júlio Souza, executivo da Zup.

Para se associar ao projeto e se candidatar para ser residente você encontra um formulário disponível no site, ele será avaliado pelas instituições mantenedoras e você receberá um retorno!

Posts relacionados

Entrevista 13 dez 2018

P7 ENTREVISTA: HENRIQUE PORTUGAL

Conversamos com Henrique Portugal, tecladista do Skank, uma das bandas mais importantes e produtivas do Brasil. Ele fala sobre a trajetória empreendedora da banda e traz uma visão sobre o…

Entrevista 13 dez 2018

P7 ENTREVISTA: ANA CARLA FONSECA

Para iniciar a série de entrevistas que o P7 Criativo vai publicar no blog, trazemos uma rica conversa com a especialista Ana Carla Fonseca, estudiosa e experiente consultora sobre economia…